MP-AP disponibiliza ferramentas para população fazer denúncias e reclamações

MP-AP disponibiliza ferramentas para população fazer denúncias e reclamações
Relatos podem ser enviados pelo site da instituição, além de ligações e cartas. Principais demandas são em relação à Saúde e Educação. Campanha ‘O Ministério Público quer te ouvir’ divulga novos canais para ouvir a população

Reprodução/Rede Amazônica

A Ouvidoria do Ministério Público do Amapá iniciou uma campanha para aproximar mais o órgão da comunidade. Por meio de uma ferramenta disponível no site da instituição, a população pode fazer denúncias, enviar sugestões ou elogios que contribuam para a melhoria dos serviços e garantam os direitos dos cidadãos.

A campanha “O Ministério Público quer te ouvir” tem sido bastante acessada, segundo o MP. Devido ao período de matrícula nas instituições de ensino, essa tem sido uma das principais reclamações recebidas pela ouvidoria, mas também há muitas queixas com relação aos serviços bancários e de saúde.

Procurador de justiça e ouvidor do MP-AP, Jayme Ferreira

Reprodução/Rede Amazônica

Atualmente, a maioria dos temas trazidos pelo comunidade é em relação à educação, segurança, saúde e corrupção administrativa, segundoo procurador de Justiça e ouvidor do MP-AP, Jayme Ferreira.

“Nesse período ouvimos vários relatos em relação a matrícula escolar e também em relação a corrupção e improbidade administrativa. Esse é o maior volume de reclamações que recebemos na ouvidoria”, destacou.

O principal canal para a população é o portal do Ministério Público (http://www.mpap.mp.br), onde as pessoas podem acessar o sistema SisOuv. A ouvidoria também disponibiliza outros canais de atendimento, como o número de telefone 127, das 8h às 14h; o e-mail ouvidoria@mpap.mp.br; recebimento de cartas pelos correios ou até mesmo presencial, na sede do órgão, que fica na Avenida Fab, nº 064, Centro de Macapá.

Nali Rodrigues acredita que os novos canais de comunicação aproximam a população do MP

Reprodução/Rede Amazônica

a ação tem sido bem recebida pela população. A esteticista Nali Rodrigues acredita que os canais de comunicação aproximam a população do órgão.

“Assim o povo consegue dar sua opinião. Eles tendo a visão do povo podem saber o que mais nos aflige nos dias de hoje”, declarou.

Para o taxista Jaimison Viana os serviços são importantes.

“Hoje, a maioris dos órgãos públicos não permitem esse acesso. Tendo essa ferramenta fica muito mais fácil de sermos ouvidos e entrarmos em contato diretamente com o poder público. É muito bom para nós mesmos”.

Taxista Jaimison Viana

Reprodução/Rede Amazônica

Após o recebimento da reclamação, a ouvidoria faz a apuração das informações, resguardando o sigilo da fonte, e em seguida dá encaminhamento para os órgãos de execução, como as promotorias e procuradorias de justiça do estado.

A Ouvidoria do Ministério Público também planeja uma ação itinerante para atender os bairros de menor Índice de Desenvolvimento Humano da capital e nos interiores do estado.

Tem alguma notícia para compartilhar? Envie para o Tô Na Rede!

Fonte: G1

Veja também


ler notícia
Melhores do ano: vote nos filmes e peças infantis de 2018

ler notícia
Nacional Informa: Temer exonera Marun e o nomeia conselheiro da Itaipu Binacional


ler notícia
Grupo de Lima pede que Maduro não assuma mandato e transfira poder ao Parlamento

ler notícia
Compra em Petrobras com alvo em R$ 15 e mais 9 oportunidades de trades para os próximos dias

ler notícia
'Fire and Fury' é jornalismo pós-moderno: fofoca da primeira à última linha

Onde estou?

Sua localização dentro do site.

  1. Home AtualizaSAT.tk
  2. Noticias Noticias
  3. Not&iacutecia Notícia